A pandemia e o distanciamento têm alterado planos e cancelado eventos. No entanto, algumas dessas mudanças têm vindo para o bem. Uma convenção anual que reuniria colaboradores de todo o país no Costão do Santinho, em Santa Catarina, transformou-se em uma ampla ação social por todo o país – e até no exterior. No lugar de atividades de integração, formação, confraternização e shows com grandes artistas para marcar os 14 anos da Sorrifácil, seus colaboradores foram convidados para uma gincana com diversas tarefas solidárias.

Todas as clínicas – são mais cem, espalhadas entre 11 estados brasileiros e uma no Uruguai – receberam metas para realizar uma série de ações. A competição, que ocorre durante o mês de agosto, está acirrada, tudo com o objetivo de ajudar quem mais precisa. Arrecadação de roupas e alimentos, além da doação de escovas de dente fazem parte da programação.

Cada unidade tem a missão, por exemplo, de realizar no mínimo 14 atendimentos filantrópicos: pessoas carentes são buscadas em suas casas para receberem diversos tratamentos. A iniciativa faz parte do projeto Faz-Me Rir, liderado há anos pela marca e que conta com o apoio do Instituto Sorrifácil.

“Somos 1.400 pessoas. Queremos usar essa força e essa energia para fazer o bem, apoiando as entidades e impactando positivamente as localidades onde estamos inseridos”, destaca o presidente da Sorrifácil, Everson Martins Baptista. Para o executivo, o que move a empresa é deixar um legado e retribuir a confiança que a sociedade vem depositando. “É muito gratificante ver a mobilização do nosso time. Tínhamos uma expectativa alta, mas ela foi superada. A equipe está dedicando seu tempo para transformar a realidade”, conta.

Segundo Baptista, cada clínica se tornou um ponto de coleta para doações, de forma que toda a comunidade tenha a oportunidade de participar e ajudar.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *